domingo, 23 de maio de 2010

Ilegível

Talvez por ser de poucas palavras, eu precise de tantas.
Talvez por precisar de tantas as minhas sejam, quase sempre, insuficientes.
Talvez por isso eu, raramente, desperte atenção.
Talvez por isso eu sempre esteja procurando em mim mesma uma razão para as coisas que acontecem.
Talvez justamente por isso é que eu nunca as entenda.

5 comentários:

Yasmin de Oliveira disse...

muito profundo...

Rubens disse...

no coments..
oh droga! fail...

Márcio Viana disse...

É um texto que eu escreveria. Lembrou muito meu estilo.

Thaís disse...

nossa, juro que me senti ate honrada agora, Márcio =)

it's bella, bitch. disse...

como você consegue descrever exatamente como eu me sinto?

Ocorreu um erro neste gadget