quinta-feira, 3 de junho de 2010

Sóbrio

Quero voltar, mas não sei de onde vem o caminho!
aqueles toscos rastros que deixei já apagaram-se pela força do tempo..
Outrora sentia-me guiada pela menor brisa que tocasse meus cabelos, hoje um gélido vento não é capaz de mover nem mesmo um fio deles.

Cá estou eu, e espero.

2 comentários:

Yasmin de Oliveira disse...

Thaís, que saco! nunca entendo suas entre linhas ¬¬
começo a me sentir meio lerda/burra.

Thaís disse...

mas não tem muito o que entender, jacurebinha =)

Ocorreu um erro neste gadget