quarta-feira, 23 de junho de 2010

Está em mim

Talvez quando acordarmos seja tarde, mas talvez seja uma nova oportunidade de refazer aquilo que já estava certo.
Um olhar em silêncio no vazio de todo o tempo perdido desperta um sentimento antes inexistente, desconhecido, porém agora tão intenso que quer gritar dentro de mim.

Peço licença para calá-lo.

1 comentários:

Rubens disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ocorreu um erro neste gadget