quarta-feira, 10 de março de 2010

mais uma vez o tempo

Brinco que brinco de passar o tempo;
e brincando, o tempo passa de tal maneira que não podemos vê-lo enquanto voa.
Mas o sentimos.
E o peso desse tempo mata nossos contratempos.
E ali, escondidinho, ri-se ele de nós,

e brinca de l e n t o - d e v a g a r - ráaaaaaaaaaaapido,
l e n t o - d e v a g a r - ráaaaapido,
l e n t o - d e v a g a r - rápido.

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget