quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Minha estrela

Chora, minha pequena. Tu és tão pura e o mundo é tão cruel. Chora, que irei secar tuas lágrimas. Chora, que te prometo curar tuas dores enquanto puder. Quando não mais puder, te prometo abraçar-te em silêncio.
Quero carregar-te em meu colo, quero dar-te um mundo onde não mais é permitido machucar-te. Tu não devias mais sofrer. Amo-te muito além da minha alma.

Chora, chora. Mas não liga se de meus olhos saltarem lágrimas que, como em cadência, acompanharão as tuas.


Agradeço pelos selos que o blog tem recebido. Está meio difícil organizar
o blog por agora, as coisas andam meio difíceis, mas em breve irei postá-los.

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget